ARTSY quer hóspede imerso em movimentos artísticos relevantes para arte contemporânea; Investidores nacionais e internacionais serão sócios de 50% do empreendimento, que marca a chegada da incorporadora e construtora pernambucana HAUT no mercado imobiliário paulista

A HAUT Incorporadora Design, referência no mercado imobiliário de alto padrão em Pernambuco, vai expandir sua operação para São Paulo. A empresa acaba de adquirir um terreno em uma das ruas mais badaladas do Itaim Bibi, tradicional bairro paulista, no valor de R$ 8,5 milhões. O local abrigará o luxuoso hotel ARTSY, que pretende ser um hub de entretenimento, arte, design, arquitetura, moda, cultura e gastronomia único no Brasil. Com diárias médias em torno de R$ 2.500,00, as obras do empreendimento de 30 apartamentos têm previsão de início para fevereiro de 2023 e entrega no primeiro trimestre de 2025. O empreendimento será 50% investido pela empresa e o restante por um pool de investidores nacionais e internacionais.

Com forte pegada artística e de vanguarda, o empreendimento, dividido em nove pavimentos, contará com imersões sensoriais e estéticas diferentes para cada piso, inspiradas em movimentos artísticos específicos, que vão desde a Semana de Arte Moderna, Bauhaus até a Pop Art. Cada suíte terá como inspiração um artista, uma obra, um legado importante desses movimentos.

Tela em branco

O futuro hotel desenvolvido pelo HAUTLab tem como conceito fundamental ser um equipamento vivo, dinâmico, em constante transformação. Por isso, alguns espaços serão entregues como “telas em branco”. Por exemplo, duas suítes do último pavimento, que estarão disponíveis para reserva, terão mobiliário, paredes, acessórios, “tudo absolutamente branco”, frisa Thiago. “A intenção é esperar que novos movimentos artísticos relevantes aconteçam para, aí sim, serem incorporados ao hotel. Queremos um hotel que não envelheça”, explica.

Floresta subterrânea
Outro ponto alto do ARTSY será o acesso e percursos pelo empreendimento. Inspirado nos cenotes da América Central, uma floresta subterrânea com espécimes da Mata Atlântica convidará não apenas os hóspedes, mas os frequentadores da região a imergirem em um grande “buraco” totalmente desconexo do badalado Itaim. Pela calçada, os pedestres poderão acessar o local através de um complexo sistema de passarelas somadas a uma escada rolante com muitos gatilhos sensoriais. O restaurante, bar, Club e charutaria que serão acomodados em vários boxes com níveis distintos, farão parte desse circuito nada convencional que terá como ponto de chegada uma “mini floresta”, três pavimentos abaixo do solo.

Compartilhe nas redes sociais!

0 Comments Join the Conversation →


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *