Novidades da África do Sul na Mistral

Mistral acaba de receber novos vinhos de Hamilton Russell Vineyards, o produtor mais premiado do vale de Hemel-en-Aarde, na África do Sul. Com uma finesse raramente encontrada em rótulos do Novo Mundo, seus vinhos são comparados a grandes Borgonhas de safras generosas.

A vinícola foi fundada em 1975 pelo publicitário aposentado Tim Hamilton Russell, o primeiro a cultivar uvas nesta região, a mais fria do país. Localizada há apenas três quilômetros do Oceano Atlântico, a propriedade ganhou fama pelos elegantes e estruturados vinhos Pinot Noir e Chardonnay, elaborados com uvas plantadas em 52 hectares de solo rochoso, rico em argila e influenciado pela brisa do mar.

Apenas esses dois vinhos varietais levam a marca Hamilton Russell e eles chegam à importadora em um formato especial. As verticais Hamilton Russell Pinot Noir Vineyards e Hamilton Russell Chardonnay Vineyards trazem as premiadas safras de 2015, 2016 e 2017 (todas com 94 ou mais pontos de Tim Atkin) do tinto e do branco da propriedade, envelhecidos em perfeitas condições na adega particular de Anthony Hamilton Russell. Filho do fundador, ele está à frente da propriedade desde 1994 (R$ 3.078,25 cada kit com três garrafas).

A vinícola, também conhecida como progressista (fez campanha para pagamentos justos dos trabalhadores e assinou em 1989 o acordo de Cape Winelands contra o apartheid), conta com uma adega vizinha e outra vinha de 113 hectares, onde são elaborados seus outros rótulos, Ashbourne e Southern Right, que também já estão disponíveis na Mistral.

Ashbourne Pinotage Cinsault 2019 é um vinho novo (foi lançado em 2017). Fresco e puro, é um tinto com acentuada complexidade aromática e sabor elegante. A riqueza e a profundidade da uva Pinotage (84%) são renovadas pela leveza e brilho a Cinsault (16%), provenientes de vinhas velhas na denominação Swartland (R$ 319,46). A safra recebeu 92 pontos de Tim Atkin.

Com exatamente a mesma pontuação concedida pelo crítico britânico de vinhos, o branco Ashbourne Sandstone 2019 é elaborado com as uvas Sauvignon Blanc (49%), Chardonnay (25%) e Semillon (26%), expressando uma bela mineralidade, bom corpo e delicioso frescor. O vinho é fermentado e envelhecido em ânforas de cerâmica cuidadosamente misturadas (R$ 325,28),

Já o Southern Right Sauvignon Blanc 2020 combina a concentração de fruta dos vinhos do Novo Mundo com uma destacada mineralidade, que remete aos Sauvignon Blancs da França.  O branco vem conquistando destaque na crítica internacional e foi apontado pela Wine Spectator como um “Smart Buy” por sua ótima relação qualidade/preço, tendo recebido 90 pontos na safra 2019 (R$ 307,83).

Compartilhe nas redes sociais!

0 Comments Join the Conversation →


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *